Cronograma de lançamento da Jmabo editora para 2010

De longe a linha Tormenta é a mais favorecida, com cinco lançamentos previstos. Não poderia ser diferente; o Tormenta RPGfoi o título mais comentado na segunda metade de 2009 (senão antes), e seu lançamento provocará tantas mudanças no cenário que outros títulos se fazem necessários. Além disso, muitos boatos sobre títulos diversos foram surgindo por parte dos autores, e esses títulos acabam de se confirmar (como o Manual das Raças e o Valkaria: Cidade Sob a Deusa, que já haviam sido comentados).

Em segundo lugar vem os livros-jogos Fighting Fantasy, também com cinco títulos anunciados (mas geralmente são livros menores do que os títulos de Tormenta). Quatro desses são conhecidos dos veteranos (A Cidade dos LandrõesA Cripta do FeiticeiroA Floresta da PerdiçãoA Mansão do Inferno tiveram versões na antiga Marques Saraiva), mas uma (Criatura Selvagem) nunca teve versão nacional. Eu até gosto dos livros-jogos, mas para mim ainda são lançamentos menores. Devem estar fazendo um bom sucesso, dado o foco que a editora vem concentrando neles.

Mutantes & Malfeitores também esta relativamente bem servido, com três títulos. Bom, ao menos esta melhor do que Reinos de Ferroe3D&T, que tem somente um título cada um. Particularmente ainda acho que é um erro não dar tanta atenção ao 3D&T, levando em conta a força que o sistema demonstra ter na internet. Também não concordo com a justificativa que já ouvi para a pausa que os lançamentos para esse sistema sofreu, mas acho que a editora sabe o que faz. A linha de literatura também esta fraca, com apenas um lançamento previsto; depois das novidades de 2009 esparava que houvesse mais foco nessa área.

Particularmente também acho arriscado a editora anunciar os lançamentos da Dragon Slayer, visto que isso não depende apenas deles, mas também da Escala (ou as coisas mudaram e eu não tô sabendo?). Enfim, de qualquer forma, como o cronograma é para todo o ano de 2010, acho que não deve haver risco de anunciar quatro títulos (afinal, se a revista não tiver quatro títulos em um ano, estaria correndo o risco de ir pro buraco – algo que eu acho bem improvável).

Não foi tão “jogo rápido” quanto eu achei que seria (conforme vou escrevendo, coisas novas surgem na cabeça, e quando vejo já é maior do que esperado — porque isso não acontece quando estou escrevendo o projeto de Mestrado?). Mas aí estão as minhas considerações e opiniões do assunto. Mais informações no site da Jambô, no fórum da Jambô, e em outros bogs (como o .20, e aCronfraria de Arton).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s