Meu personagem 4E é uma porcaria, e agora?

Lá está você, todo feliz com seu personagem de quarta edição. Novo mestre, nova campanha, novo personagem. Toda aquela interpretação rolou, você não ficou fora dessa, mas quando a engrenagem do combate começou a girar, você ouviu chiados. Pegou o velho e bom óleo de máquina, bombeou algumas gotas, e lá estava sua ficha rangendo como uma lata velha. Sim! Esse post é para você que criou um personagem horrível e quer tentar corrigi-lo. Mas então, diga-me jacker, o que fazer?

Você já alçou a bandeira! Percebeu que seu personagem é um lixo e isso é muito importante. A primeira dica que te dou é, tenha um plano para o seu personagem, decida qual a função dele na história e trate de assumi-la. Tanto na quarta edição como na terceira, mesmo que não explicitamente, magos causam um excelente dano, mas são melhores em interagir com o cenário de batalha, atrasando os planos inimigos e fazendo-os suar para manter a parede de escudos levantada. Um druida primal guardian irá prezar por abonar os strikers antes de tentar ferir um inimigo, diferente do predator que tentará investir.

Toda vez que você sobe de nível na 4E é possível trocar uma perícia, talento ou poder. Como você já decidiu qual trilha seguir basta você ajustar o trajeto. Faça a progressão da sua ficha para os níveis que seguirão, dessa forma você evita errar novamente e a cada nível a transição do seu personagem virá com confiança. Continuando com o exemplo do druida, você criou um predator e está tentando virar guardian, já deixe anotado que a magia At-Will, Savage Rend, vai dar lugar a Chill Wind.

Lembre-se também dos seus itens. Afinal, se você focou em um personagem que causa dano, seus itens devem permitir o ganho de vantagens contra os inimigos. Se isso não aconteceu e seus itens casam perfeitamente com a migração que você está prestes a fazer, sinta-se grato pela sua ignorância ou agradeça àquele jogador chato que ajudou você construir essa porcaria de personagem que você fez.

Não é tão simples quanto você imaginava, eu sei, mas talvez você possua um mestre generoso. Converse com ele e peça permissão para ajustar sua ficha quanto aos atributos que você irá precisar para a modificação. Talvez você tenha colocado muitos pontos em destreza para o Druida Predator e a falta de constituição irá te vencer facilmente. Entre em acordo com seu mestre, mas não peça para mudar tudo de uma vez. Não faz sentido seu personagem ser um cara extremamente ágil e de uma hora para outra ele perder essa característica. Use a interpretação a seu favor e faça com que o mestre contribua em uma mudança gradativa. Crie uma personalidade para tanto, mostre aos jogadores que aquela forma animal que habitava seu corpo está se manifestando cada vez menos, pois a sua verdadeira preocupação com a campanha fez com que as garras felinas fossem aparadas.

Para finalizar, tenha em mente que impossível enfrentar um grande desafio sem um grupo bem estruturado. Se você fez um clérigo de combate e anunciou que ia dar um jeito de curar, sinto muito, acabou pro seu grupo. Como você está tentando reparar o erro, avise seu amigos quanto a mudança. Pode ser que seu crescimento ajude a outros personagens que também erraram ou ajude seu amigo a focar mais em um estilo, já que ele estava suprindo a sua burrada.

Espero ter sido útil e lembrem-se…

Tudo sobre o mundo RPG você so encontra aqui.

Postado por : Francisco Ziewiski

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s