Pericias sociais: Regras ou interpretação?

Olá caros leitores do MundoRPG, estava pensando em criar esse post a alguns dias, mas as palavras certas não chegavam “aos dedos” para serem digitadas, bem aqui estou e hoje vamos falar de Perícias sociais, que é algo que me chama muito a atenção.

Eu classifico como perícias sociais toda e qualquer perícia que faça o personagem interagir com outro personagem de modo que caiba alguma interpretação, entre elas estão incluídas Lábia, Manha, Negociação, Intimidação, etc. O que sempre me incomodou nisso foi, você apenas faz um teste para saber se foi bem sucedido ou não na ação, mas e se alguem for bem no teste, mas não fizer uma interpretação a altura? ou se alguem interpretar super bem, mas tirar um erro critico? afinal de contas, o mestre deve levar em conta as regras ou a interpretação.

Os Prós e os Contras.

Levando em conta as Regras

Prós: O Mestre pode decidir levar em conta as regras caso seu grupo seja iniciante, isso facilita muito as coisas para eles, uma vez que iniciantes ainda não tem uma interpretação apurada, não normalmente. Outra coisa boa em levar as regras em consideração é quando se tem jogadores tímidos de mais na mesa, você não vai conseguir fazer com que eles interpretam esse tipo de teste direito, por isso um simples relamento de dados seria algo de grande ajuda.

Contras: Usando apenas rolamentos de dados para definir esse tipo de teste, o Mestre inibi a capacidade de interpretação dos jogadores, mesmo daqueles que não curtem tanto assim a interpretação. O Mestre pode perder um pouco o controle das coisas com isso “por que aquele goblin mixuruca conseguiu intimidar aquele guerreiro com o dobro dos seus níveis?” e os jogadores vão achar que podem fazer tudo, pois sempre terão uma chance de passar em seus testes, mesmo que seja uma chance baixa, mas seria ainda mais alta do que se eles fossem interpretar.

Levando em conta a Interpretação

Prós: O Mestre exercita a interpretação dos seus jogadores, fazendo com que assim eles confiem mais na sua interpretação do que nas rolagens de dados. O Mestre tem a chance de economizar tempo de jogo com testes para usar na interpretação, isso é crucial algumas vezes, uma vez que em alguns sistema uma rolagem de dados podem custar um pouco de tempo da aventura. O Mestre pode controlar mais os seus jogadores, mostrando a eles que eles não podem fazer tudo que quiserem “não adianta, aquele goblin não vai intimidar aquele guerreiro fodão, de maneira alguma”

Contras: Não existem muitos contras quanto a isso, não do meu ponto de vista, os únicos contras que consigo ver para esse ponto de vista é que isso pode não funcionar para jogadores novatos e/ou tímidos, nada mais que isso.

O meio termo

O ideial mesmo é um meio termo entre esses dois “estilos”, tipo, um pode cancelar o outro, assim o Mestre pode manter um equilibrio entre Regras e Interpretação, por exemplo, se aquele mesmo goblin tira um acerto critico no seu teste para intimidar o Guerreio, mas fala alguma bobagem como “me da o ouro ou enfio minha faça no seu dedo mindinho” o Mestre pode simplesmente “cancelar” esse acerto critico e dizer que o teste falhou (um Guerreiro de verdade nem sentiria medo com isso), do mesmo modo se ele tira um erro critico mas fala algo como “me passa o ouro, caso contrario você não vai querer que quele mago ali torre a suas querida namoradinha não é? Bem, foi o que pensei” o mestre poderia dizer que foi um sucesso o teste. Dane-se os dados, a interpretação é o que conta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s