Stars Without Number – Review

Olá pessoal! Estou aqui para fazer um review profundo sobre Stars Without Number, um retroclone espacial lançado recentemente pela Sine Nomine Publishing.

O ano é 3200. A humanidade se espalhou como poeira pelas estrelas. Artefatos antigos estão espalhados pelos planetas e homens e mulheres lutam para reconquistar a glória da era dourada humana.

A humanidade nunca esteve tão ferrada em jogos de RPG como está em Stars Without Number. Há alguns séculos, cientistas (tomara que tenha sido) criaram os “Spike Drives”, mecanismos que se assemelham a aquelas tecnologias de dobra da luz. Todo mundo tava doido para explorar mundos novos, e não faltaram desculpas para isso. Porém, como toda história de filme espacial, merda acontece.

Os primeiros viajantes começaram a ser afetados por essas viagens, que dobravam tempo e espaço, e logo veio o MES: “Metadimensional Extroversion Syndrome” ou “Síndrome da Extroversão Metadimensional” (que porra doida do cacete). MES inevitavelmente matava ou deixava doido qualquer um que usasse seus poderes. Poderes psíquicos, claro. Os filhos dos primeiros exploradores desenvolviam muito mais facilmente suas habilidades psíquicas, por causa da mutação que seus pais sofreram com as viagens usando o “Spike Drive”. O MES é um tipo de doença que ferrava com qualquer um que usasse demasiadamente seus poderes psíquicos (provavelmente, é um modo de evitar Jedis num jogo de pilhagem espacial). Esses coitados tinham que treinar rigorosamente para evitar a morte prematura, causando uma distinção clara nas 3 classes que o jogo possui.

Vamos para elas: Warrior (Guerreiro), Psychic (Psíquico ou Psiônico) e Expert (Especialista).
Warriors são os brutamontes, fortes e acostumandos com uma vida de porradaria.
Psychics são aqueles tocados pelo MES, possuidores de habilidades incríveis como Telepatia, Telecinese, Precognição e muito mais. Eles recebem uma quantidade de Pontos Psi por nível para usar essas habilidades.
Experts são todos aqueles que possuem uma habilidade rara ou excepcional. Cientistas, engenheiros e esse tipo de gente entra nessa categoria.
O resto é resto.

As habilidades psíquicas são divididas em “escolas”, sendo que elas possuem poderes fixos por nível. Elas também gastam uma quantidade determinada de Pontos Psi por nível, sendo que quando terminam uma pessoa desesperada pode tentar “queimar” sua rede neural para suas habilidades. Esse método pode deixar o cara sem Constituição ou sem Sabedoria ou não ser afetado. No caso da Sabedoria do personagem chegar abaixo de 3, já era: o infeliz fica completamente Insano e passa para a mão do GM.

Os equipamentos são bem variados, desde facas e machados rudimentares até armas laser e armaduras defletivas. O preço que assusta qualquer um, mas é a vida.
Também podemos contar com veículos terrestres (motos, carros e compania) e naves espaciais (que é a parte mais legal do livro).
Descrições detalhadas das naves e suas partes deixam a coisa muito mais “real”.

E termino com o sistema de combate, que me deixo louco por umas sessões de teste:
jogue 1d20 + Bônus de Ataque + Modificadores + habilidade de combate + CA do alvo.
Isso mesmo, a CA da vítima entra na jogada! O resultado da jogada deve superar 20, e funciona até com os combates espaciais.

Tem muito mais coisa que deixei de falar, mas não vou estragar a sua diversão.

Download aqui

Anúncios

4 Respostas para “Stars Without Number – Review

  1. Sem querer ofender, mas você chama isso que escreveu de review profundo? Se for isso mesmo, acho que você deveria repensar seus conceitos. O que você escreveu não é um review, e tem tanta profundidade quanto um pires. Aconselho que no futuro você anuncie aquilo que está realmente publicando.

  2. Melhor que fazer review do indice. [Troll mode OFF]

    Meus reviews são rápidos e certeiros, sem falar que se eu disser TUDO o que um produto tem a oferecer teria que receber algo em troca, não concorda?

    E pior: percebi que é só mais uma história comum essa do SWN…

  3. Cara, existe uma diferença entre fazer um review profundo e um review spoiler. O seu review não é nenhum dos dois: é fraco. De verdade. Se quiser eu posso passar uns endereços de reviews bem feitos. Mas do jeito que o seu review está escrito, ele faz um desserviço ao jogo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s