Uma ajudinha criativa, por favor?

Boa noite/dia/tarde/madrugada/okapiadajádeu. Como vão vocês? Faz tempo que não posto por essas bandas, na verdade faz tempo que não posto em lugar algum (lembrar que eu posto também nos Cavaleiros Das Noites Insones, mas só de vez em quanto), é aquela coisa, descobri que produtividade é totalmente diferente de criatividade, mas não foi sobre essa baboseira que eu vim falar aqui.

É o seguinte, cambada, eu, como todos sabem, sou um grande fã do sistema Daemon de RPG e estou montando uma campanha de Supers usando o livro Daemon Supers, obvio. Mas eu decidi não jogar em nenhum mundo de super-heróis dessas editoras como Marvel e DC, até por que ia cagar em cronologia por que não tenho TANTO conhecimento assim e tal, então eu decidi que vou criar meu próprio universo de supers. Até aí tudo muito bem, tudo muito bom, mas aí eu penso “calma…Se os personagens não serão os primeiros super-heróis, meu mundo precisa de uma cronologia básica, né?”, então eu comecei a escrever e é aí onde eu quero chegar. Bom, eu escrevi boa parte da cronologia, mas eu queria uma segunda opinião sobre o isso, e é essa a parte em que eu peço a ajuda de vocês. Eu irei postar a parte da cronologia toda que eu criei até agora e quero que vocês deem as suas opiniões, o que pode melhor, o que eu devo cortar, o que eu devo acrescentar e tal, pode ser? Eu ouvi um “sim”? Ok, vamos lá!

A aurora

O primeiro super-herói

Pelo o que se tem notícia, o primeiro super-herói do mundo surgiu em 1917, conhecido como Tio Sam, era parte de um experimento do governo americano para melhorarem o seus soldados. Ele tinha uma força e agilidade além da de um humano comum, mas não passava muito disso. Com o fim da primeira guerra mundial Tio Sam acabou perdendo popularidade, embora o governo americano fizesse vários esforços para mantê-la, acabou caindo no esquecimento do povo. O governo americano continuou criando alguns supersoldados, mas graças ao crash de 29 e ao fato de que poucos soldados apresentavam os efeitos desejados durante as experiências, o projeto foi cancelado.

O Auge

Década de 30

Na década de trinta começaram a surgir muitos super-heróis em todo o mundo. Nos EUA surgiu Os Defensores Da Justiça, que era um grupo de heróis que atuava dentro do território nacional, era formado por cinco pessoas: o Tornado, um homem que conseguia controlar os ventos, O Velocista, o primeiro herói americano afrodescendente, tinha velocidade sobre-humana, o Destemido, o homem que não tinha medo de nada e tinha um corpo super-resistente, o Chama Dourada, o homem que criava fogo com as próprias mãos e o Justiceiro, que, segundo ele próprio, não tinha poder algum.

No Brasil surgia o primeiro super-herói do país, atuando no estado do Rio De Janeiro surgia o Gato Negro, um herói com uma agilidade sobre-humana e uma ótima habilidade de combate, que usava para combater os criminosos de sua cidade. O Gato Negro também foi o primeiro herói que enfrentou um dos chamados “supervilões”, era o Senhor Climático, que podia controlar o tempo e causou grandes estragos por todo o país, depois de derrotado pelo Gato Negro, pegou pena de trinta anos, mas cumpriu apenas 10 antes de morrer por causas misteriosas dentro de sua cela.

Década de 40

eram contabilizados cerca de 20 super-heróis em todo o mundo e cerca de 30 supervilões. Muitos heróis da década de trinta tinham se aposentado, como o Velocista, que se aposentou em 38 graças a problemas em suas pernas, provavelmente como consequência do seus poderes, o Justiceiro, morto em 37 durante enquanto tentou parar um grupo de assaltantes de bancos sozinho e foi esfaqueado até a morte e o próprio Gato Negro, que se aposentou em 37, segundo ele disse em uma entrevista “Já estou velho demais para brincar de policia e ladrão”, e muitos outros de outros lugares do mundo. Porém uma nova geração de heróis estava aparecendo. Os Defensores Da Justiça continuaram, agora com o Tornado, o Destemido e o Chama Dourada, logo depois, em 39, se uniram a eles dois heróis, ambos adolescentes, o Encantador, que tinha o poder de controlar seus inimigos com a mente e o Múltiplo, que tinha o poder de dividir-se em várias cópias de si mesmo. Um terceiro membro tinha se candidatado, que atendia pelo nome de Vingador Rubro, mas como ele não tinha poderes, e eles não queria que outros terminassem como o Justiceiro, foram obrigados a recusá-los, o Vingador Rubro passou a trabalhar por conta própria a partir daí.

Outro supergrupo se formou no reino unido, chamados de Os Cavaleiros Da Rainha, eram três meta humanos com poderes variados, o Vampiro, que tinha a capacidade de duplicar os poderes dos inimigos nele mesmo, o Telecinético, que podia mover objetos com o poder da mente e o Furioso, que entrava em uma fúria insana sempre que estava em algum combate e parecia ignorar completamente os golpes que recebia.

A Alemanha também conseguiu seu próprio grupo de superseres, diferentes dos outros países, eles financiaram o grupo, eram três o Camaleão, um soldado que foi voluntário para testes do governo e ganhou a habilidade de se camuflar com o ambiente em que está, Atrito, que conseguia aumentar ou diminuir o atrito entre as coisas e o Capitão Aéreo, o primeiro superser a demonstrar capacidade de voo.

Segunda guerra mundial…

Os superseres exerceram papel importante na segunda guerra mundial, lutando ao lado dos seus países, do lado dos Aliados tínhamos Os Defensores Da Justiça, já com sua nova formação, e Os Cavaleiros Da Rainha e do lado do eixo eles tinham o grupo de superseres financiados pelo governo alemão e dois supersoldados vindos direto do Design da super soldati italiani (DSSI) ou Projeto De Super Soldado Italiano (PSSI), em 41 a Itália anunciou que, assim como os EUA fez na primeira guerra, ia começar a investir em super soldados nas suas linhas de frente. O mais importante dos supersoldados gerados a partir do DSSI foi Alonzo Capaz, conhecido como Major Itália, tinha força suficiente para jogar um soldado a mais de meio quilometro de distância, e conseguia se movimentar mais de vinte metros para frente a cada salto, ele era considerado o soldado perfeito. Os aliados venceram a guerra depois da rendição de Hitler e depois de lançarem as bombas atômicas no Japão.

A Queda

Os resultados da guerra

Durante a guerra, os heróis viveram seu auge, todos os amavam e os respeitavam, principalmente os americanos, mas o sonho acabou junto com a guerra…Os grupos tiveram muitas baixas durantes as guerras, os Defensores Da Justiça perderam o Tornado, o Chama Dourada e o Encantador, restando apenas o Destemido e Múltiplo, que permaneceram trabalhando como uma dupla até final de 46, mas acabaram se separando e indo cada um para o seu lado, o Destemido se uniu ao Vingador Rubro e o Múltiplo ficou agindo sozinho. Os Cavaleiros Da Rainha perderam o Furioso, morto em combate depois de ter sido atacado por vários tanques de guerra, porém Vampiro e Telecinético continuaram e e conseguiram mais dois para se juntarem ao grupo, o Anulador conseguia anular os sentidos do tato, visão e audição de seus adversários e Arsenal, que conseguia criar qualquer tipo de arma de fogo conhecida do nada.

A Itália cancelou o DSSI assim que acabou a guerra, mas mantiveram o Major Itália com eles, obviamente. O grupo de superseres financiados pelo governo alemão foi totalmente destruído durante a guerra, o Capitão Aéreo foi morto durante uma luta contra o Furioso, a mesma luta em que o Furioso morreu. Cameleão acabou morrendo ao tentar invadir uma base dos aliados e foi detectado e Atrito também morreu em um combate contra outro superser, o Chama Dourada.

Década de 50

O povo VS Os heróis

O número de superseres estava crescendo de forma exponencial, se conhecia mais de 50 heróis em todo o mundo e mais de 60 vilões, algumas dessas pessoas com superpoderes começaram a usá-los para ganhar dinheiro, o que acabou tirando o emprego de muitas pessoas, e os que não faziam tal coisa e apenas combatiam o crime, começaram a serem odiados, por que a policia passava a se mostrar desnecessária para o estado e seus salários diminuíram consideravelmente , o povo começou a fazer protestos em várias partes do mundo pedindo aos governos que criminalizasse o super heroísmo que “é só uma forma de vigilantismo, porém ainda mais perigosa e danosa para a sociedade”, diziam os grupos a favor da criminalização. A pressão era grande, vários heróis foram mortos em linchamentos por todo o mundo, a situação era de caos. Em 52 ouve uma reunião da ONU para definir o rumo da situação, de um lado

Anúncios

3 Respostas para “Uma ajudinha criativa, por favor?

  1. Mas você vai jogar na década de 60 ou vai escrever até chegar em 2012, por ai?

    Achei a cronologia interessante, com um número pequeno de super seres e focados em grandes polos, acho que você poderia, mais para frente focar em um grupo mundial de Supers (isso é bom, porque na Marvel 90% das coisas acontecem em Nova York ¬¬). Agora se você vai jogar só no Brasil deveria ter dado continuidade a história dos heróis daqui…

    Outro ponto é o “já” uso dos heróis que usam poderes para ganhar dinheiro, nas décadas citadas há um senso de coletividade que hoje está se perdendo, as pessoas hoje são mais individualistas, então acho que a partir da década de 90 poderia render este plot. Porém, se você for jogar em 60, acho que está ok…

    Sua linha do tempo está boa, porém, se você for continuar desenvolvendo, foque em um grupo específico de heróis (num país, ou região) e vá criando mais para frente grupos de outros países bem como sua história… Para não ficar preso a essas coisas logo no inicio da trama…

    • Obrigado pelo comentário amigo e pelas dicas.
      Provavelmente o plot da campanha vai girar em um torno de um grupo mundial de supers mesmo, eu espero introduzi-los na década de 70 ou 80, embora precise de um gancho para isso. Embora o jogo vá rolar em 2012.
      Darei continuidade aos heróis brasileiros nessa crise, que vai afetar todo o mundo.
      Vou acatar sua dica de jogar mais lá pra frente os supers usando poderes para ganhar dinheiro e tal, é bem mais coerente.
      Novamente agradeço pelas dicas, atualizarei a cronologia, se tiver mais opiniões, não se acanhe. =)

  2. Olá cara, vi que vc é fã do sistema daemon. Não sei se vc acompanha o grupo de trevas rpg no facebook, mas nele o MDD decidiu liberar o sistema e os cenários como licença aberta CC. Agora vai ficar uma bagunça com gente criando e vendendo títulos. Um grupo se reuniu através de um fórum (www.sistemadaemon.forumlivre.net) para criarmos um “selo” revisando e unificando idéias, trazendo mais uniformidade aos materiais já existentes. Nossa idéia é que esse selo seja uma garantia aos grupos de jogos que qualquer material com esse selo seja compatível entre si

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s