Uma ajudinha criativa, por favor?

Boa noite/dia/tarde/madrugada/okapiadajádeu. Como vão vocês? Faz tempo que não posto por essas bandas, na verdade faz tempo que não posto em lugar algum (lembrar que eu posto também nos Cavaleiros Das Noites Insones, mas só de vez em quanto), é aquela coisa, descobri que produtividade é totalmente diferente de criatividade, mas não foi sobre essa baboseira que eu vim falar aqui.
Continuar lendo

Anúncios

Resenha: RISUS: O RPG qualquer coisa. [repostado]

RISUS RPG, PDF (385KBs), Portugues brasileiro.

RISUS é um jogo diferente, deve ser um desses jogos que o pessoal chama de indie, é um jogo simples, pratico e divertido, que pode ser usado para rolar qualquer tipo de aventura (ou não!!), o sub-titulo é totalmente adequado ao conceito do jogo, um RPG em que se pode jogar realmente qualquer coisa.

RISUS foi feito para quando se está cheio daqueles sistemas cheio de regras e quer algo simples, mas não chato, ou quando se está com os seus amigos e de ultima hora alguém pensa em jogar RPG. A criação de um personagem em RISUS é ridícula de tão simples, não se demora mais que 1 minuto (acho que nem isso tudo) para se ter o herói que você quiser, quer jogar com um cowboy? Astronauta? Mago branco com um cajado? Guerreiro com uma espada gigante? Ninja de vila oculta? Ninja espacial que luta com espadas laser e detona dragões? Aqui você pode.

Todo o jogo roda em torno de clichês, um clichê é uma palavra (ou mais de uma) que define um tipo de habilidade do seu personagem, por exemplo, piloto espacial, cowboy, velocista, mago, guerreiro… Cada clichê serve para fazer certas coisas relacionadas a ele, por exemplo,  se você tem o clichê Cavaleiro ele vai servir para coisas como andar  a cavalo, luta montada, cuidar de cavalos e quaisquer outras coisas  que o Mestre achar que servem para serem feitas com aquele  clichê. O resto das regras gira em tornos dos clichês, e também são  muito simples, basta uma lida rápida nas quatro paginas destinadas  as regras para iniciantes que se pode jogar tranquilamente (talvez  com pequenas consultas periódicas, por que ninguém é perfeito) e  quando já estiver pronto, pode-se passar para as regras avançadas,
que são algumas regras extras que deixam o jogo mais divertido.

Outra coisa que me surpreendeu em RISUS foi o fato dele ser  Risus RPG                  totalmente genérico, sem precisar de nenhuma alteração, é  incrível. Dá pra se jogar com QUALQUER tipo de personagem, desde o mais sombrio detetive sobrenatural até o mais alegre palhaço de circo, passando por um policial, um ninja mutante que
lança lasers pelos olhos, enfim QUALQUER personagem.

Minha conclusão final é: RISUS é um ótimo sistema para aqueles dias chuvosos sem nada para fazer em que ninguém quer esquentar a cabeça com sistemas cheios de regras mirabolantes e de difícil entendimento, embora saiba que o preconceito com jogos que não são feitos por nenhuma editora existe (e muito) no Brasil eu recomendo que vocês baixem o livro (é pequeno, menos de 400kbs) leiam, mesmo que não joguem um dia, mas eu tenho certeza de que a sua visão sobre RPG vai mudar e é para melhor.
Para baixar a versão em português do livro clique AQUI

RandomCast: O podcast mais aleatório da internert

Olá, caros leitores do blog MundoRPG (poxa, tava com saudades disso, acreditam?), como cês tão? Ah, dane-se. Vamos ao que interessa.

Sabem o que é podcast, né? Não?! Então vou dá um copia/cola da minha amiga Wikipédia, “peraê”:

“Podcast é o nome dado ao arquivo de áudio digital, frequentemente em formato MP3 ou AAC(este último pode conter imagens estáticas e links), publicado através de podcasting nainternet e atualizado via RSS. Também pode se referir a série de episódios de algum programa quanto à forma em que este é distribuído. A palavra é uma junção de Pod-Personal On Demand (numa tradução literal, pessoal sob demanda) retirada de iPod e broadcast (transmissão de rádio ou televisão). O podcast em vídeo chama-se “videocast”, frequentemente em arquivo formato MP4.

O termo “podcast” é creditado a um artigo do jornal britânico The Guardian em 12 de fevereirode 2004, mas, nesse primeiro momento, o termo não se referia ao formato de transmissão com RSS, o que só aconteceu em setembro daquele ano, quando Dannie Gregoire usou o termo para descrever o processo utilizado por Adam Curry.[1]

O “podcast” surge então como um novo recurso tecnológico, um canal de comunicação informal de grande utilidade, que permite a transmissão e distribuição de noticias, áudios, vídeos e informações diversas na internet, o que contribui para a disseminação da informação de maneira fácil, rápida e gratuita”
Continuar lendo

Intolerância com sistemas caseiros, por que? [repostado]

Olá meus caros leitores do blog Mundorpg, eu venho aqui falar de uma coisa que eu já coloquei na mesa nesse mesmo blog a algum tempo atrás, que é a intolerância que a maioria das pessoas tem com sistemas caseiros, que, segundo elas, sempre são copias de outros sistemas, mas eu queria entender o porque disso, muitas pessoas nem lêem o livro (se for virtual, muitos se quer baixam o arquivo), mas já saem atirando pedra e socando geral a torto e a direito. Isso é um fato bem intrigante, mas vamos ver se conseguimos entender essa coisa toda.
Continuar lendo

Poderes Psíquicos Para 3D&T II

Olá, leitores do MundoRPG!

Olha, já tem post novo no blog! AEAEAEAEAEAEAE, todos comemora!
E para comemorar a volta do MundoRPG, irei postar a segunda parte do meu PRIMEIRO post aqui nesse blog, não é bem uma segunda parte, é uma expansão para as regras que estão contidas no primeiro post. Vamos falar de Poderes Psíquicos em 3D&T
Esse post é totalmente de minha autoria, porém eu postei ele antes no Cavaleiros Insones há alguns meses. Enfim, deixarei de enrolar e vou para o que realmente importa.
 Eu tava de bobeira em casa, lendo uma edição antiga da falecida Dragão Brasil, quando me veio o estalo de aprimorar as regras que eu mesmo “criei” (na verdade só atualizei e modifiquei) para usar psiquismo no3D&T, mas como? Com mais alguns Caminhos Psíquicos novos e, claro, mais alguns poderes novinhos para vocês!
NOTA: Isso é apenas um jogo, não leve a sério nada aqui e nem fique por aí falando que é um telepata ou tentando controlar pessoas com a sua mente. Se não consegue discernir a realidade de um simples jogo de imaginação, terei que pedir que feche essa página agora e vá fazer outra coisa!

Continuar lendo

O Mundo voltou!

Sim, não é pegadinha! Não é câmera escondida do Ivo Holanda! É a mais pura verdade. O Mundo está vivo, o Mundo voltou!

“Mas senhor Kelvy, se você disse que não tinha mais graça postar, por que voltou?” Por que não serão apenas posts de texto, essa volta vai se focar em um podcast o MundoCast (nome provisório). Um podcast que pode ser discutido em outro post, ou não. O importante agora é que o MUNDORPG ESTÁ DE VOLTA!

Temos dois projetos de podcasts, um será o MundoCast e o outro será um podcast que será gravando as sessões de jogo de uma futura campanha minha de Tormenta RPG.

Enfim, sejam bem vindos de volta.

O fim do Mundo

Aiai… “Estreamos” em março do ano passado. Cheio de ideias, tive uns 40 posts no primeiro mês (também dei algumas mancadas…desculpa), era super legal o fato de compartilhar minhas ideias com outras pessoas. No segundo mês tivemos 30 posts, era incrível isso. A fonte não secava? E assim continuamos (falo no plural? WHY?! Ok, tem o ATMO que posta aqui), uma boa média de posts por dia, uma ótima média na verdade. Mas um coisa eu sabia, eu não fazia isso por vocês que estão lendo ou os que leram os posts, fazia isso por mim. E tendo isso em mente, eu prometi que no momento que postar se tornasse algo chato meu encerraria minhas atividades como blogueiro e foi isso que acabou de acontecer.
Desde de, sei lá, dezembro de 2010 eu estava com um bloqueio mental enorme (maldito telepata com NH 20 e NP 40) e esse veio passar a pouco mais de dois meses , isso ajudou bastante para que eu não me interessasse mais em postar as coisas. E com o tempo, foi realmente ficando chato. A ideia de postar algo lembrava algo chato, não era mais prazeroso, então por que continuar? O humano tem a tendência de fazer apenas o que lhe é prazeroso (por mais que isso seja estranho…sim, seu masoquistas, estou falando com vocês ¬¬’), por isso procriamos, por isso comemos, por isso praticamos exercícios (“nós”, nesse caso, não se refere a mim…), tudo isso é prazeroso para o cérebro humano, mas o meu cérebro entendeu que postar não me dava mais prazer, então tenho que parar.
Tecnicamente o blog já está fechado a semanas, já que ninguém posta nada, mas esse é o post oficial de encerramento. Comentários não serão mais respondidos (tínhamos algum?!), na verdade, eles não serão nem mais aceitos. Sei que não faremos nenhuma falta, não creio que tivesse alguém que realmente acompanhasse o blog ou coisa assim. O blog continuará aqui, não será deletado.

Antes, tenho que agradecer ao meu amigo ATMO, que foi o único que continuou postando aqui (embora eu tenha convidado muita gente, e todas tenham se comprometido ‘-‘). Valeu mesmo, cara.

Sendo assim, a partir de hoje, dia 22/08/2011 as 00:09 horas, eu declaro enceradas todas as atividades desse blog. Obrigado.